Erva de São João (Hypericum perforatum)

Nomenclatura botânica oficial: Hypericum perforatum L.
Nomenclatura popular: Erva de São João, hipérico
Família: Hypericaceae
Parte da planta utilizada: partes aéreas

Resumo: Para que serve a erva de são joão, usos como planta medicinal, indicações, benefícios e contraindicações da erva de são joão.

Descrição

A erva-de-são-joão é uma planta herbácea perene nativa da Europa, se desenvolvendo em regiões de clima temperado. Pode atingir até 1m de altura, em geral menos. Sua flores são amarelas, possuem 5 pétalas e medem em torno de 2,5cm. Suas folhas possuem pequenos pontos translúcidos que são melhor observadas contra a luz. Essas pequenas "perfurações" em suas folhas originaram o nome botânico "perforatum" da planta (Hypericum perforatum).

Seus botões possuem pequenos pontos escuros e quando esmagados e esfregados, liberam um líquido vermelho-escuro/roxo.

Erva de São João (Hypericum perforatum)
Erva de São João (Hypericum perforatum)
© John Tann

Indicações, Usos e Benefícios

A erva-de-são-joão é reconhecida principalmente como um tratamento alternativo para casos de depressão.

Extratos feitos a partir da erva-de-são-joão vem sendo utilizada há milhares de anos como cicatrizante. Um estudo controlado divulgado em 2007 indicou que o extrato da planta promove a produção de colágeno, favorecendo a cicatrização de feridas.

Relacionado com o seu potencial para acelerar a cicatrização, outras pesquisas realizadas com a erva-de-são-joão indicam que ela apresenta propriedades antibacterianas e antivirais. Essas propriedades são atribuídas aos compostos hiperforina e hipericina, produzidas pela planta. Algumas bactérias que vem desenvolvendo resistência aos antibióticos tradicionais mostraram-se suscetíveis à hiperforina.

A erva-de-são-joão pode ser encontrada em farmácias e lojas de produtos naturais na forma de cápsulas, tintura, extrato seco e chás. Não confundir com outras plantas que também são conhecidas como erva-de-são-joão como a planta da espécie Ageratum conyzoides.

A erva-de-são-joão também apresenta propriedades anti-inflamatória e antioxidante. Há pesquisas sendo realizadas para determinar a eficácia da planta no tratamento de alguns tipos de câncer.

Cuidados e Contraindicações

Não há relatos de efeitos colaterais graves da erva-de-são-joão.

Estudos recentes vêm questionando a possibilidade da erva-de-são-joão interagir com vários remédios resultando em perda de eficácia dos mesmos e o seu uso combinado com outros remédios devem ser prescritos pelo seu médico.

Plantas Medicinais:

Produtos Naturais: