Ginkgo Biloba (Ginkgo Biloba)

Nomenclatura botânica oficial: Ginkgo Biloba L.
Nomenclatura popular: nogueira-do-japão, árvore-avenca, ginkgo
Família: Ginkgoaceae
Parte da planta utilizada: folhas

Resumo: Para que serve a ginkgo biloba, usos como planta medicinal, indicações, benefícios e contraindicações da ginkgo biloba.

Descrição

Ginkgo biloba é uma árvore de grande porte, normalmente atingindo 20 a 30 metros de altura. No outono, suas folhas adquirem uma coloração amarelo brilhante, caindo em seguida. Foram encontrados fósseis relacionados com a espécie moderna de ginkgo biloba datados em mais de 270 milhões de anos e por esse motivo, é considerada um fóssil vivo.

Outra característica marcante dessa árvore é sua extrema resistência a condições adversas como poluição, insetos, condições climáticas desfavoráveis como ventos e neve, e inclusive, radioatividade. Uma árvore de ginkgo pode sobreviver por aproximadamente 2.000 a 2.500 anos. Por esses motivos, e também por ser uma árvore bela, árvores de ginkgo são frequentemente plantadas ao longo de ruas e avenidas.

A gingko biloba é nativa de algumas regiões na China. Há milhões de anos, a ginkgo e outras espécies do mesmo gênero eram encontradas em várias partes do mundo, até que sua presença foi se restringindo algumas regiões da China atual. Há centenas de anos ela é cultivada em várias partes do mundo.

Ginkgo Biloba
Ginkgo Biloba (Ginkgo Biloba)
Ginkgo Biloba - Frutos e Folhas
Frutos e folhas de ginkgo biloba

Indicações, Usos e Benefícios

Extrato de folhas de Ginkgo é mais comumente utilizado e indicado como agente para potencializar a memória e melhoria das funções cognitivas em geral.

No Brasil, o extrato de ginkgo biloba está registrado na Anvisa como medicamento fitoterápico sendo utilizado para o tratamento de vertigens e zumbidos provocados por problemas circulatórios ou por insuficiência vascular cerebral.

Outros usos medicinais incluem: melhorar a circulação sangüínea, proteger as células dos efeitos nocivos dos radicais livres, anti-envelhecimento, problemas de concentração, problemas de vertigem, entre outros. Alguns estudos indicam que as sementes de ginkgo têm propriedades que combatem o câncer.

Cuidados e Contraindicações

As sementes de ginkgo contêm substâncias que podem ser tóxicas que podem provocar convulsões, perda da consciência e parada cardiorrespiratória.

O extrato de ginkgo biloba deve ser utilizado com cautela, há possibilidade de provocar efeitos adversos e interações com outros medicamentos.

Plantas Medicinais:

Produtos Naturais: