Guaçatonga (Casearia sylvestris)

Nomenclatura botânica oficial: Casearia sylvestris Sw.
Nomenclatura popular: Cafezeiro-do-Mato, cafezinho-do-mato, erva-de-bugre, café-de-bugre, chá-de-bugre, caiubim, café-do-mato, guaçatonga
Família: Flacourtiaceae
Parte da planta utilizada: folhas, flores, cascas do tronco, raízes

Resumo: Para que serve a guaçatonga, usos como planta medicinal, indicações, benefícios e contraindicações da guaçatonga.

Descrição

A Guaçatonga é uma árvore podendo ocorrer também como arbusto, geralmente medindo entre 2 a 5 metros mas podendo atingir mais de 10 metros em algumas regiões. Está distribuída por vários países em diversas formações vegetais, desde Cuba na América Central até o Uruguai e Argentina ao sul. De fácil adaptação, pode ser encontrada tanto em florestas como em áreas abertas. Essa extensa distribuição também resulta em grande variação no seu tamanho, forma e textura de suas folhas.

Por estar disseminada em várias regiões, a guaçatonga é conhecida por diversos nomes diferentes como cafezeiro-do-mato, cafezinho-do-mato, erva-de-bugre, café-de-bugre, chá-de-bugre, caiubim e café-do-mato.

A Guaçatonga produz pequenas flores brancas ou creme-esverdeadas que têm um odor semelhante ao mel. Seus frutos são diminutos, de cerca de meio centímetro, de cor avermelhada, cuja disposição e cor lembram um cafeeiro.

Cafezeiro do Mato
Guaçatonga (Casearia sylvestris) - Outros nomes: cafezinho-do-mato, chá-de-bugre
Cafezeiro do Mato
Guaçatonga (Casearia sylvestris) - Folhas

Indicações, Usos e Benefícios

A parte da planta mais utilizada na medicina popular são suas folhas. As folhas desidratadas são utilizadas no preparo de infusões(chá) que podem ser consumidos por via oral ou aplicados externamente.

Entre os povos indígenas onde a Guaçatonga é nativa, os usos mais comuns são para tratar diarréia, resfriados, cicatrização de feridas, como remédio para mordidas de cobras, aranhas e picadas de insetos. Pesquisas científicas indicam que a Guaçatonga pode ser eficaz para distúrbios do estômago como úlceras, problemas de digestão e dores de estômago; como remédio para herpes labial, agente desintoxicante e purificador do sangue. Outras pesquisas vêm estudando as propriedades antiofídicas da Guaçatonga.

Um estudo realizado pela Universidade Federal de Lavras em 2007 apontou que há evidências de que a guaçatonga é eficaz no combate à bactéria Helicobacter pylori, uma bactéria muito estudada por estar relacionada à gastrite.

Outro uso popular da guaçatonga é como emagrecedor. Um estudo recente realizado no Brasil apontou que a indicação popular pode ter respaldo científico. O estudo foi realizado com ratos e demonstrou que a guaçatonga pode baixar os níveis de triglicerídeos.

Cuidados e Contraindicações

Ainda não há estudos indicando toxicidade da planta.

Plantas Medicinais:

Produtos Naturais: